Sem sexo, nem sangue, “Spartacus” estreia em baixa na Record

Por Keila Jimenez

spartacus

Com cenas de sexo e sangue editadas (cortadas), “Spartacus” estreou no domingo (5) na Record com audiência em baixa.

A série americana de sucesso registrou apenas 5 pontos de audiência em seu primeiro episódio na TV aberta, ficando em quarto lugar em ibope na faixa. Cada ponto equivale a 62 mil domicílios na Grande São Paulo.

No mesmo horário, o SBT foi líder com média de 10,8 pontos, quase empatado com a Globo, que marcou 10,7 pontos. A Band, que exibiu o “Pânico” no horário, marcou 8 pontos.

Mesmo com esse índice de audiência abaixo do esperado, a Record não pretende liberar as cenas de sexo e sangue na série, que é famosa justamente por conta de seu conteúdo mais adulto.

A edição da Record deve jogar muitos minutos da produção no lixo, uma vez que há capítulos inteiros regados à sexo e violência.

A série, que já foi exibida na TV paga no Brasil no canal Globosat HD, tem inúmeras cenas de nudez sem censura, incluindo cenas de nu frontal.

Em tempo, a emissora diz não está exibindo a versão da série oferecida pela distribuidora Sato Company para a televisão aberta, que já vem com a edição de algumas cenas.