Cresce a audiência de filmes na Globo

Por LÍGIA MESQUITA

A exibição de filmes na TV aberta continua sendo um bom negócio, apesar do aumento de canais pagos voltados para essas produções.

Nos últimos anos, a Globo vem investindo em sua grade de longas-metragens, com destaque para os nacionais. E vê resultado na audiência.

De janeiro a maio, no PNT (Painel Nacional de TV) do Ibope, a audiência de todos os espaços de filmes do canal teve um crescimento.

A “Tela Quente”, que vai ao ar às segundas, registrou nesse período média de 21 pontos, 11% a mais que em 2015 (cada ponto equivale a 684,2 mil espectadores). Já a do “Domingo Maior” cresceu 29% (9 pontos), e a da “Temperatura Máxima”, 23% (16 pontos).

Uma das mudanças mais significativas na programação de filmes do canal é o aumento de produções nacionais na grade (algo facilitado também pela Globo Filmes pertencer à mesma empresa). Em 2015, a Globo exibiu 101 longas brasileiros. A TV Brasil, segundo a Ancine, veiculou 120.

“Acabamos com os ‘slots’ [espaços] de filmes nacionais. A gente queria há muito tempo programar esses longas em ‘slots’ de filmes, em que disputam espaço com os estrangeiros”, afirma à coluna Amauri Soares, diretor de programação da Globo.

Segundo Soares, a emissora tem investido não só em blockbusters e longas brasileiros, mas também em produções independentes (30%).

“Os filmes na Globo são um complemento na grade, um bom recurso modular, mas nosso conteúdo estratégico são as produções próprias. Mas eles têm papel importante e temos ótimos resultados. Ainda vale exibir filme. Todos nossos ‘slots’ são líderes de audiência. Hoje ir ao cinema é caro. E Netflix é paga e precisa de banda larga.”

Maisa Silva e Patricia Abravanel no maquina da fama. exclusivo outro canal. lourival ribeiro/divulgacao
>>LOGO SE APOSENTA Nesta 2ª (27), o ‘Máquina da Fama’ (SBT) será sobre crianças-prodígio; Patricia Abravanel recebe Maísa, 14, que iniciou sua carreira artística aos 3 (Lourival Ribeiro/Divulgação)

 

 

Vou ali Após emendar alguns trabalhos na TV, Cauã Reymond quer ficar um tempo afastado do ar quando minar as gravações da minissérie “Justiça” (Globo). Para se reciclar e descansar a imagem.

Vem aí Aguinaldo Silva pretende escrever um seriado de terror inspirado na vida do escritor João do Rio. E a ideia dele é apresentar a produção para um canal de TV paga.

QG glamouroso A emissora americana NBC alugou alguns salões do Copacabana Palace, no Rio, para receber convidados e promover encontros durante as Olimpíadas. A maior parte dos quartos do hotel está reservada para o canal.