‘Agora tá nascendo a Grace pop da Globo’, diz Grace Gianoukas, a Teodora Abdala de ‘Haja Coração’

Por LÍGIA MESQUITA
Grace Gianoukas como Teodora Abdala (Artur Meninea/Divulgação)
Grace Gianoukas como Teodora Abdala (Artur Meninea/Divulgação)

Com 32 anos de carreira, Grace Gianoukas, 52, criadora do espetáculo “Terça Insana”, acha graça do sucesso que sua primeira personagem em novela da Globo vem fazendo.

“Agora tá nascendo a Grace pop da Globo”, diz a gaúcha, brincando com o frisson em torno de sua Teodora Abdala de “Haja Coração”.

Nas redes sociais, a matriarca libanesa da releitura de Daniel Ortiz para “Sassaricando” é tão querida que fez o autor repensar a saída dela da trama das 19h. Teodora, mãe de Fedora (Tatá Werneck), deve morrer no início de julho, mas Ortiz diz que a ricaça pode reaparecer.

“Ela faz sucesso por um conjunto: texto incrível, direção que dá corda e por atores com quem posso jogar”, fala a atriz.

Teodora vai mesmo morrer?
Acha que alguém me conta (risos)? Ela podia ficar boiando, já que é gordinha, e parar na Guiana Francesa. Aí voltaria no final com um negão lindo e criaria uma nova etnia.

Por que fazer novela só agora?
Me chamaram 500 mil vezes e estava com meus projetos, com minha produtora, com o “Terça Insana”. A gente formou uma geração com o “Terça”, abrimos caminho para uma turma que veio depois como o “Zorra”, o Porta dos Fundos. Quando começamos não era pop, e achava que a gente ia perder se eu fosse para a TV. Entendo que agora sou novidade, por isso tá essa coisa, esse sucesso. Daqui a pouco, se eu for fazer outra novela, vão falar que faço sempre a mesma coisa. Hoje sou mais preparada para lidar com sucessos, com fracassos e fama e esquecimentos. Nossa carreira de ator é cheia de altos e baixos.

Se inspirou em alguma figura real para a Teodora?
O visual dela tem algo de Carmen Mayrink, de Beth Szafir, de mulheres de classe, mas tudo aplicado em mim, que sou baixinha (risos). Vi muita Bette Davis, Teresa Raquel, viúva Porcina, ela é uma mistura de todas. E adoro as vilãs de desenho como a Malévola, a Cruela. Construí ela bipolarzona.

 

 50 

diferentes locações dentro dos Estúdios Globo (o Projac) estão sendo usadas para as gravações da versão latina da série “Supermax”.

Miniselfie Os atores mirins da próxima novela infantil do SBT, “Carinha de Anjo”, tietam os coleguinhas da atual novelinha da emissora,”Cúmplices de Um Resgate”, nos intervalos das gravações.

Bróders Em “Velho Chico” (Globo), Zé Pirangueiro (José Dumont) e Martim (Lee Taylor) se unirão em prol do rio São Francisco, diz o coautor Bruno Luperi. “Eles buscarão novos caminhos para o rio”, fala.