‘O público pede para jogar fora as boas maneiras após a 1h’, diz Nelson Rubens

Por LÍGIA MESQUITA
O apresentador Nelson Rubens (Divulgação)
O apresentador Nelson Rubens (Divulgação)

OK, OK, OK: já é Carnaval e Nelson Rubens está de volta apresentando “o bumbum com mais silicone”, piadas de duplo sentido e fofocas da concentração e dispersão dos desfiles nas noites da RedeTV!.

Este é o 15º ano que ele comanda o “Bastidores do Carnaval”, atração que vai ao ar até terça (9). Com ibope baixo (ano passado, a média foi de 1,5 pontos na Grande SP, em que cada ponto equivale a 69 mil casas), o programa é um dos mais comentados nas redes sociais.

Ele falou à coluna:

Como renovar o “Bastidores” depois de tanto tempo?
Com o próprio Carnaval. Os temas mudam, as rainhas mudam, dá um colorido novo. A pessoa assiste aos desfiles na Globo e muda para os “Bastidores” para ver coisas diferentes. A gente inspirou a Globo a fazer aquela casa de vidro [no Sambódromo], com convidados. Mas eles não têm nossa ousadia.

Por que o programa insiste em ter apelo sexual, piadinhas de duplo sentido?
O programa é criativo. Já botamos o Dr. Rey carimbando “aprovado” no bumbum perfeito. O público adora novidade. O Carnaval é uma festa diferenciada. A mulherada tá com o menor traje, muitas malham o ano todo para desfilar. De vez em quando pode ficar mais num ângulo [como focar o bumbum], mas às 2h da manhã não é proibido. É uma festa pagã. E a pergunta picante, que gera duplo sentido, não incomoda. O entrevistado acaba entrando na onda.

A ideia é ser escrachado?
Está no contexto do Carnaval. Depois da 1h30 da manhã, o público pede para jogar fora as boas maneiras! Querem ver as críticas de fantasias, quem tem ou não silicone no bumbum.

Muita gente assiste porque acha “trash”. Isso incomoda?
Humor não é brega, o Carnaval não é brega. É um programa focado no que está sendo visto. O “Bastidores” funciona no clima da festa.

O que acha do seu bordão “OK, OK, OK” ser usado no “Vídeo Show” (Globo)?
Adoro! Ainda bem que a Globo parou com essa coisa de não falar de outras emissoras. Nos desfiles eles até mostram os artistas que não são globais.