Filme ‘Alemão’, com Cauã Reymond e Antonio Fagundes, vira série na Globo

Por LÍGIA MESQUITA

O longa “Alemão” (2014), de José Eduardo Belmonte, que narra a ocupação pela polícia do conjunto de favelas do Alemão, no Rio, em 2010, se transformará em uma série na Globo.

A produção cinematográfica, que tem no elenco Antonio Fagundes, Cauã Reymond, Caio Blat, Otávio Müller e Milhem Cortaz (este atualmente na Record), entre outros, será adaptada em quatro capítulos de 35 minutos cada.

A série terá mais imagens de arquivo do jornalismo da emissora sobre a ocupação do Alemão e também ganhará novas tramas, gravadas com dois atores que não participam do filme: Eucir de Souza e Erom Cordeiro.

Cenas extras do longa também serão incluídas. A ideia é exibir a produção no início de 2016.

(Pedro Curi/Divulgação)
(Pedro Curi/Divulgação)

// Um amor para Domingas

Carmo Dalla Vecchia estreará em “A Regra do Jogo” (Globo) nesta quinta (3).
Ele será César, um homem misterioso que surgirá na casa de Domingas (Maeve Jinkings) e não saberá explicar por que está ali.
Ela decide acolhê-lo e os dois iniciam um romance.

Lá vai ela A jornalista e apresentadora Marília Gabriela, 67, que decidiu não renovar seu contrato com o GNT após 20 anos para tocar projetos como atriz, se dedicar à família e escrever um livro, continuará sendo vista no canal pago em janeiro e fevereiro.

Lá vai 2 O GNT reprisará algumas conversas desta última temporada do “Marília Gabriela Entrevista” e estuda exibir um “melhores momentos” das últimas duas décadas.

Novos ares “Tava querendo mexer comigo, aprender coisas novas”, afirma Gabi à coluna. Em janeiro, ela também não renovou com o SBT. “A vida é curta, passa.”

7 pontos
de média teve o “É De Casa” (Globo) no Painel Nacional de TV do Ibope, em novembro (cada ponto equivale a 233 mil casas).

Rambo pai Marcos Mion foi aos EUA entrevistar o ator Sylvester Stallone para o “Legendários” (Record) do dia 12. Eles falaram da experiência de serem pais de meninas.

Play A Ancine lança nesta 5ª (3) campanha para valorizar a produção audiovisual nacional, incentivando o consumo em várias telas. Segundo a agência, 46,5 milhões de brasileiros assistem a vídeos pelo computador e 12,4 milhões, pelo tablet.

frase

 

>> Com BIANCA SOARES