‘Na TV as coisas passam; na internet, te buscam’, diz Jout Jout

Por Folha
(Ricardo Borges/Folhapress)
(Ricardo Borges/Folhapress)

A niteroiense Julia Tolezano, 24, mais conhecida como Jout Jout, é um dos sucessos recentes do YouTube. Seu canal na plataforma digital, o “Jout Jout Prazer”, conta com mais de 287 mil inscritos, número que aumenta a cada semana.

A jornalista de formação fala de temas cotidianos, como TPM, com humor e leveza, “como se fosse um amigo no bar”, afirma.

Um de seus vídeos mais famosos (teve 800 mil visualizações) tratava de relacionamentos abusivos, falando de namorados que obrigavam as companheiras a tirar o batom, e gerou uma hashtag (#nãotiraobatomvermelho) que virou “trending topics” (temas mais comentados) do Twitter.

Jout Jout já recebeu convites para trabalhar na TV, mas diz que não é o momento para essa transição.

O único assunto proibido no seu canal, conta, é política. “Evito temas ‘sou a favor ou contra’. Me interesso mais pelos ‘ai, meu Deus, ninguém fala disso’.” (VICTORIA AZEVEDO)

Teve proposta para TV?
Já, mas tô nesse momento de internet, de falar o que quero, do jeito que quero e com a produção que eu quiser, seja de pijama ou sem sutiã.
Não quero ninguém falando o que tenho que falar. Mas não é algo que eu descarte…

Por que preferiu a internet?
Era fácil e rápido. Na TV você tem que conhecer alguém que te ache muito maravilhosa. Tevê é complicado, a internet é mais ‘underground’. As pessoas vão lá porque elas querem, e na televisão as coisas estão passando. Na internet, as pessoas te buscam.

É mais fácil ficar famoso na internet?
Acho que tem espaço pra tudo, afinal, é a internet. É um espaço que basta ser ousado para permitir que as pessoas fiquem famosas. Não precisa pedir para uma empresa te colocar no ar, porque você se coloca no ar, não tem censura.

>> Com BIANCA SOARES