Donald Trump abre processo contra Univisión e pede US$ 500 milhões

Por Folha

Donald Trump está processando a Univisión, emissora de língua hispânica nos Estados Unidos, por ter rompido o contrato de transmissão do Miss USA, que acontece no dia 12 de julho. O magnata americano, dono do concurso de beleza e do Miss Universo, pede 500 milhões de dólares pela quebra de contrato.

A Univisón desistiu de transmitir o evento por conta dos comentários ofensivos que o empresário fez sobre a imigração mexicana nos Estados Unidos. Ao lançar sua candidatura à Presidência do país, Trump disse que os mexicanos “trazem as drogas, trazem o crime, são estupradores”.

De acordo com a revista “Variety”, Trump alega que nada do que ele disse difere do que ele tem falado ao longo dos anos e que deseja ver fronteiras fortes, porque não concorda com a imigração ilegal, que ele julga ser um dos grandes problemas de segurança nos Estados Unidos.

Segundo a publicação “The Hollywood Reporter”, além da própria Univisión e da emissora americana NBC romperem laços com o magnata americano, os dois apresentadores previstos para essa edição do Miss USA, Cheryl Burke e Thomas Robert, anunciaram que também iriam se afastar da competição por não concordarem com a opinião de Trump.

(VICTORIA AZEVEDO)