Autora defende linguagem coloquial em novela épica

Por Folha

POR LETÍCIA MORI (INTERINA)

A autora de “Os Dez Mandamentos” (Record), Vivian de Oliveira, rebate piadas em redes sociais e defende o uso de linguagem informal na novela ambientada no antigo Egito. A trama mistura diálogos pomposos com conversas recheadas de termos modernos.

“Eu não caracterizaria [a fala dos personagens] como moderna. No geral é apenas coloquial, não são aquelas coisas empostadas”, diz a escritora. Uma das frases mais inusitadas foi a de um personagem que diz “bem que eu pegava!”, ao ver a rainha Tuya passar. “Como eu iria traduzir isso para a linguagem da época? ‘Eu levaria essa senhora para o leito’?”, brinca Vivian.

Em outro episódio, a egípcia Nefertari afirma: “Moisés, você é um frouxo quando se trata de amor!”. “Calma aí!”, responde o hebreu. A autora afirma que seu objetivo é que o texto seja acessível, mas que tenta evitar gírias na maior parte tempo.

“Algumas coisas deixo de fora. O rei não sabe que é traído e certa hora alguém dizia: ‘Ele é um corno!’. Achei demais e resolvi tirar”, explica.

gugu

Favoritos A série “Pablo Escobar: O Senhor do Tráfico” (+Globosat) foi o programa mais visto no primeiro ano do Globosat Play –plataforma com os serviços de vídeo sob demanda dos canais Globosat. Em seguida vêm “Sessão de Terapia” (GNT), “Vai que Cola” (Multishow) e “Bela Cozinha” (GNT).

Ofensiva A Alianza contra la Piratería de TV Paga, grupo que reúne canais como HBO, ESPN e Globosat, lançará sua primeira campanha publicitária no Brasil na segunda (1º).

Faço eu Otávio Mesquita vai abrir sua própria produtora de conteúdo. Ele mesmo vai passar a viabilizar seu programa “Okay Pessoal”, exibido no SBT. “Já tenho três projetos no forno”, diz o apresentador, que quer produzir para canais pagos e para o YouTube.

Para pequenos A holandesa Free Press Unlimited vai lançar dia 30 de junho, com a comKids, um projeto de coprodução de curta-metragens sobre crianças brasileiras. Os vencedores serão exibidos por emissoras internacionais.

>> NO MAR A atriz Caroline Abras, a Ximena de 'I Love Paraisópolis' (Globo), contracena com Daniel de Oliveira no filme 'Sangue Azul', de Lírio Ferreira, que estreia em 4/6 (Divulgação)
>> NO MAR A atriz Caroline Abras, a Ximena de ‘I Love Paraisópolis’ (Globo), contracena com Daniel de Oliveira no filme ‘Sangue Azul’, de Lírio Ferreira, que estreia em 4/6 (Divulgação)

>> com VICTORIA AZEVEDO