Presidente do Porta dos Fundos deixa grupo por divergências nos negócios

Por Folha

 

Por divergências com os sócios-fundadores do Porta dos Fundos na maneira de conduzir os negócios,  Juliana Algañaraz, CEO da produtora do grupo, deixou o cargo nesta quinta-feira (30), menos de um ano após assumir a função. A argentina, ex-diretora da Endemol no Brasil, também deixou de ser sócia de Antonio Tabet, Fábio Porchat, Gregorio Duvivier, Ian SBF e João Vicente de Castro.

“Havia  uma diferença de administração, da maneira como a gente achava que a empresa deveria funcionar”, afirma Ian SBF à coluna.”Foi só uma diferença de cabeças, achamos que não era mais interessante essa parceria.”

Em nota, Juliana diz que sua “filosofia de condução dos negócios é diferente da filosofia do grupo. Mas fizemos várias conquistas no período que estive aqui. O Porta dos Fundos lançará novos projetos neste ano e tenho certeza que serão um sucesso”.

O Porta nos Fundos surgiu em 2012 produzindo conteúdo humorístico para a internet. Atualmente, o canal da trupe no YouTube é o quinto mais visto no mundo, com mais de 1 bilhão de visualizações.

A produtora do grupo, que possui um programa de TV no canal pago Fox, trabalha em novos projetos como uma peça de teatro e um filme para o cinema

Diretores do Porta dos Fundos na sede do grupo, no Rio (Cecilia Acioli/Folhapress)
A argentina Juliana Alganãraz (de rosa) em meio aos diretores do Porta dos Fundos na sede do grupo, no Rio (Cecilia Acioli/Folhapress)