Chay Suede diz que, se há rejeição a ‘Babilônia’, é por surpresa do público

Por Folha

POR LÍGIA MESQUITA

Chay Suede, 23, que vive Rafael, filho das personagens de Fernanda Montenegro e Nathália Timberg em “Babilônia” (Globo), afirma à coluna que, se há uma “rejeição” à trama das nove, ela ocorre pela “surpresa” do público com os temas no ar. “É um contexto que não é o da maioria dos brasileiros.”
Ao falar do trabalho com Fernanda e Nathália, o ator diz ser uma descoberta diária de aprendizado. “São palavras, gestos de carinho e amor dentro e fora do set. Outro dia, Nathália me disse que a vaidade é a única coisa que pode atrapalhar artistas a ir pra frente. Concordo.”

Já ouviu críticas na rua por Rafael ser filho de gays?
Não, mas na internet já.

O que acha de políticos evangélicos e pessoas religiosas pedirem boicote à novela?
Intolerância é algo que não deve estar ligado à religião. Respeito é essencial. Se a gente tá vivendo hoje essa rejeição [à novela], tem a ver com uma surpresa, algo que o público não esperava. E surpresas são transformadoras. Acho bom que as pessoas tenham opinião, não necessariamente igual à minha ou à dos autores.

O ator e cantor Chay Suede, que interpreta Rafael em "Babilônia" (Fernando Young/ Divulgação)
O ator e cantor Chay Suede, que interpreta Rafael na novela ‘Babilônia’ (Fernando Young/ Divulgação)

Marquei um X no seu <3

Xuxa fará as primeiras chamadas para a atração que marca sua estreia na Record nos próximos dias 4, 5 e 6 de maio. As gravações, sob comando do diretor Mariozinho Vaz, que deixou a Globo para trabalhar com a loira, acontecerão na casa da apresentadora e no complexo de estúdios da Record, o RecNov, no Rio.

“Xuxa no telão lá no fundo”

Frase de Fátima Bernardes sobre imagem da  rainha dos baixinhos no show de 50 anos da Globo, no sábado (25). Foi a única referência a Xuxa.

Volta, Jacquin Começa no dia 19 de maio a nova temporada do “Masterchef”, na Band. Em 2014, o reality show rendeu ao canal sua segunda maior audiência.

De fora Boni, ex-diretor da Globo, e Daniel Filho, que trabalhou 44 anos na emissora, não foram chamados para o show de 50 anos do canal. A Globo diz que só funcionários (no caso, diretores) foram convidados e que houve sorteio para os demais. Jornalista da casa há 31 anos, Sandra Moreyra também ficou de fora e disse no Facebook: “Merecia mais consideração”.

Erramos: http://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/2015/04/1623256-erramos-outro-canal—chay-suede-diz-que-se-ha-rejeicao-a-babilonia-e-por-surpresa-do-publico.shtml

com CAMILA ALVARENGA