Sem eleições, canais de jornalismo perdem ibope

Por Folha

Passada a migração de audiência que foge do horário político da TV aberta rumo à TV paga, os canais por assinatura viram sua plateia cair em novembro. Entre os que mais perderam ibope no mês passado estão os canais de jornalismo, uma vez que tiveram uma engorda de audiência em outubro com a cobertura das eleições.

No ranking de audiência nacional, das 7h à meia-noite, a BandNews caiu da 47ª posição em audiência (outubro) para 60º lugar (em novembro). A GloboNews também sofreu uma pequena queda de ibope no mesmo período.

Os canais de variedades Multishow, Viva e GNT também não tiveram seus melhores índices em novembro. Em outubro, alcançaram índices de audiência melhores.

Entre os canais pagos que cresceram no mês passado estão os dedicados a filmes, como Megapix e Universal Channel.

Space e Telecine Premium também tiveram um singelo aumento de público em novembro.

Entre os infantis, o cenário permanece o mesmo, com Discovery Kids e Cartoon Network entre os líderes de audiência na TV paga. Já os esportivos ESPN Brasil e Fox Sports perderam um pouco de plateia no mês passado. SporTV se manteve entre os canais pagos mais vistos no período.

Rumo Além de um novo slogan em 2015, “Record, uma TV aberta para o novo”, a emissora promoverá no próximo ano uma reforma visual em suas vinhetas e em seu logo.

Rumo 2 Uma reforma também atingirá o organograma de diretores da emissora e abrirá as portas para novas parcerias na TV. Nesse novo momento, as produções terceirizadas e a divisão de direitos esportivos serão bem-vindas.

Conta Segundo a empresa britânica de consultoria digital TV Research, o Brasil tem atualmente cerca de 2,1 milhões de assinantes do serviço de vídeos sob demanda Netflix.

Conta 2 A Netflix não divulga sua base internacional de assinantes separada por país. O serviço revela apenas que possui 53 milhões de assinaturas em 50 países, 5 milhões só na América Latina.

Furacão Além dos integrantes, a direção do “CQC”, da Band, também vai mudar, com a saída Gonzalo Marcó.

Furacão 2 Diego Pignataro, diretor do “Agora É Tarde”, é candidato ao cargo.

Furacão 3 Rafinha Bastos ainda não assinou o contrato que confirma sua volta ao “CQC”, mas já falou no “Agora É Tarde” da última quinta-feira (4) que no ano que vem estará de volta à bancada do programa.