-

Produzido por Lígia Mesquita

Perfil completo

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Globo faz concessão para estender acordo pelo futebol

Por Folha

A iniciativa da Globo de divulgar os “naming rights” no futebol, patrocinadores que pagam para batizar com seus nomes competições e estádios, foi uma forma de fisgar os principais clubes do país.

Segundo dirigentes de times nacionais, a emissora apareceu com essa proposta no início do ano, quando tentava prorrogar até 2017 o contrato pelos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro. A rede já havia assinado com os times um contrato com duração até 2015.

Em um jantar internacional, para poucos, o diretor da Globo Esportes, Marcelo Campos Pinto, anunciou aos dirigentes dos clubes que a emissora liberaria a citação dos “naming rights” na programação, o que era proibido na rede até então.

A concessão foi fundamental para a extensão do acordo entre clubes e canal, pois essa era uma reivindicação antiga dos dirigentes boleiros.

Para eles, os “naming rights” são fonte de receita, e batizar um estádio com nome de patrocinador passa a valer ouro já que o título será citado na Globo.

Em 2013, a Globo terá um plano comercial que contemplará valores para a divulgação dos “naming rights” em sua programação.

Procurada, a emissora diz que essa questão não foi assunto na negociação do contrato com os clubes.

*

Carinho O especial de fim de ano de Roberto Carlos na Globo fará uma homenagem ao Rio de Janeiro. Com direção de Jayme Monjardim, o programa será gravado em dois dias, com direito a cenas externas do cantor em paisagens cariocas.

Carinho 2 Com o nome de “Reflexões”, o especial terá ainda um show de Roberto, gravado nos estúdios da Globo, com uma plateia repleta de famosos.

Alturas A estreia de “Águias da Cidade”, série que acompanha o dia a dia do grupamento Águia da Polícia Militar do Estado de São Paulo Paulo, garantiu o primeiro lugar em audiência ao Discovery entre o público adulto da TV paga no último dia 10. A atração é fruto de uma parceria do canal com a produtora Mixer.

Parede Adriane Galisteu, nos bastidores de um evento da Band anteontem, questionou sem medo o diretor artístico do canal, o argentino Diego Guebel, sobre o fim de seu programa diário na emissora, o “Muito +”.

Parede 2 “Você me deu um ‘by-pass’ (drible)”, disse Galisteu ao diretor. “Se queria o ‘Popeye’, era só me falar, eu me vestia de Olívia Palito”, brincou ela. O desenho do famoso marinheiro entrou no lugar da atração da loira na Band.

Curva À coluna Guebel disse que a intenção inicial era manter o “Muito +” mais tempo no ar, mas que a audiência vespertina não correspondeu ao que a Band esperava. “Veja só a Record: investiu muito naquele ‘Programa da Tarde’, que está indo mal também”, comparou o diretor.

Blogs da Folha