Outro Canal

por Keila Jimenez

Perfil Vitor Moreno assina a coluna como interino

Perfil completo

Ministério Público quer proibir imagens de presos em programa policial da Band

Por Keila Jimenez
30/08/12 17:07

Nada de mostrar imagens de presos. O Ministério Público Federal propôs em ação civil pública que a afiliada da Band na Bahia suspenda entrevistas ou exibições de imagens abusivas de detentos e acusados de crimes. Em caso de descumprimento, a pena diária será de R$ 50 mil.

A ação foi motivada pelo “Brasil Urgente” da Bahia, o Datena de lá, que exibe muitas ocorrências policias e mostra o momento da prisão dos acusados.
Em maio, o programa levou ao ar reportagem de Mirella Cunha, que entrevistou um suspeito de crime sexual, na 12ª Delegacia (Itapuã). Além de debochar da versão do acusado, a repórter fez brincadeiras com a situação e a falta de conhecimento do rapaz. O MP entrou com uma ação contra a repórter e agora resolveu evitar que o mesmo aconteça em outras reportagens do programa.

Confira o vídeo polêmico do “Brasil Urgente” da Bahia

  • Comentários
  • Facebook

Comentários

  1. DANILO GOMES comentou em 30/08/12 at 17:38

    Porque o MP defende tanto os ban–didos desse país? O marginal do vídeo confessou que no mínimo roubou, além de ser suspeito de estupro, e o MP se preocupa com a conduta da repórter? Quanta inversão de valores.

  2. CARLOS ALBERTO DIAS comentou em 30/08/12 at 17:50

    PARABÉNS MPF.

    Esta reporter dever ser processada no mínimo por injúria. O que se fez foi HUMILHAÇÃO, devemos acabar com este tipo de “miserável programa”.
    Direito Humano, Dignidade a pessoa … é isto que queremos de uma Rede de TV, não programas “Hitleristas”.

    • Eduardo Cerqueira Melo comentou em 31/08/12 at 0:31

      Prezado Carlos Alberto, pensando bem sera que o seu pensamento seria igual se fosse o acontecido com um parente seu. quem esta precisando de Direitos Humanos e voce eu acho.

  3. Fabio Azevedo comentou em 30/08/12 at 17:56

    Do jeito que vai vamos ter que contribuir financeiramente para o bem estar dos estupradores e assassinos enquanto na cadeia ….

  4. Walter comentou em 30/08/12 at 18:24

    O brasileiro tem um ímpeto forte de proteger a honra dos criminosos.
    Pena que não têm nenhum ímpeto de proteger as 50 000 vítimas de homicídios a cada ano.

  5. Jose R Aureliano comentou em 30/08/12 at 18:51

    Mas que jornalista que a band me arrumou?
    é tão pessima que da pena

  6. mordomia comentou em 30/08/12 at 18:54

    Prendam urgentemente essa pessoazinha que se diz reporter!! tem que se reciclar!! nota zero pra ela …

  7. jose lopez sierrra comentou em 30/08/12 at 19:04

    E assaim que a justiça brasileira tenta encobrir a situação de caos que estamos vivendo coibindo a imprensa só podia ser no brasil e na bahia ……ridiculo

  8. Real comentou em 30/08/12 at 19:19

    Ficar entrevistando preso não dá certo mesmo, mostrar a cara sim, suspeitos não tem nada a dizer mesmo…

  9. Antonio Sá comentou em 30/08/12 at 19:48

    Até que enfim uma ação digna de aplausos contra esses exploradores da desgraça de uns e da ignorância de outros!

  10. Antonio Couto comentou em 30/08/12 at 19:51

    Finalmente alguém pra acabar com essa esculhambação desses programas idiotas. Deviam também punir com suspensão qualquer delegado que permita esse tipo de reportagem.

  11. Flavio Barros comentou em 31/08/12 at 1:32

    Essa reporter deveria ser processada. Um absurdo.

    O rapaz é um bandido e já foi preso por isso. O que ela fez foi um crime tb.

    Lamentável e repugnante a atitude dela.

    Enfim, Brasil….

  12. Marcio Roberto Torvano comentou em 31/08/12 at 1:43

    A repórter é ótima e merece uma chance em São Paulo. Adoro o trabalho dela. E que não mude uma vírgula.

  13. Péricles dos Santos Gardez comentou em 31/08/12 at 4:51

    O Ministério Público está correto na decisão pois está repórter foi extremamente infeliz ao entrevistar o acusado. Eu cursando Jornalismo me sinto envergonhado com a posição desta repórter pois a função do Jornalista não é essa e sim passar a informação com qualidade e responsabilidade. Espero que essa decisão melhore a qualidade dos profissionais de Jornalismo da Região Nordeste.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Folha Shop