-

Produzido por Lígia Mesquita

Perfil completo

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Ministério Público quer proibir imagens de presos em programa policial da Band

Por Keila Jimenez

Nada de mostrar imagens de presos. O Ministério Público Federal propôs em ação civil pública que a afiliada da Band na Bahia suspenda entrevistas ou exibições de imagens abusivas de detentos e acusados de crimes. Em caso de descumprimento, a pena diária será de R$ 50 mil.

A ação foi motivada pelo “Brasil Urgente” da Bahia, o Datena de lá, que exibe muitas ocorrências policias e mostra o momento da prisão dos acusados.
Em maio, o programa levou ao ar reportagem de Mirella Cunha, que entrevistou um suspeito de crime sexual, na 12ª Delegacia (Itapuã). Além de debochar da versão do acusado, a repórter fez brincadeiras com a situação e a falta de conhecimento do rapaz. O MP entrou com uma ação contra a repórter e agora resolveu evitar que o mesmo aconteça em outras reportagens do programa.

Confira o vídeo polêmico do “Brasil Urgente” da Bahia

Blogs da Folha