-

Produzido por Lígia Mesquita

Perfil completo

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Ministério Público quer proibir imagens de presos em programa policial da Band

Por Keila Jimenez

Nada de mostrar imagens de presos. O Ministério Público Federal propôs em ação civil pública que a afiliada da Band na Bahia suspenda entrevistas ou exibições de imagens abusivas de detentos e acusados de crimes. Em caso de descumprimento, a pena diária será de R$ 50 mil.

A ação foi motivada pelo “Brasil Urgente” da Bahia, o Datena de lá, que exibe muitas ocorrências policias e mostra o momento da prisão dos acusados.
Em maio, o programa levou ao ar reportagem de Mirella Cunha, que entrevistou um suspeito de crime sexual, na 12ª Delegacia (Itapuã). Além de debochar da versão do acusado, a repórter fez brincadeiras com a situação e a falta de conhecimento do rapaz. O MP entrou com uma ação contra a repórter e agora resolveu evitar que o mesmo aconteça em outras reportagens do programa.

Confira o vídeo polêmico do “Brasil Urgente” da Bahia

Blogs da Folha