-

Produzido por Lígia Mesquita

Perfil completo

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Justiça libera “BBB” de fiscalização

Por Keila Jimenez

O “Big Brother Brasil” (Globo) permanecerá sendo vigiado, mas só por Boninho. A Justiça indeferiu o pedido do Ministério Público Federal que exigia que a Globo
deixasse de transmitir, durante as edições do “BBB”, cenas que pudessem estar relacionadas à prática de crimes. A ação do MPF também requeria que o Ministério das Comunicações fiscalizasse de perto o programa. Ambos pedidos foram negados pela Justiça.

A ação do MPF foi motivada pela suspeita de crime sexual na 12ª edição do reality show, que foi ao ar nos primeiros meses do ano. Para os procuradores, a emissora e os diretores do “Big Brother Brasil” não repararam os danos causados pela exibição da cena que gerou a suspeita de crime sexual dentro do programa.

A Globo, em sua defesa, disse que o crime não ficou configurado na atração e que o inquérito policial instaurado contra o participante acusado foi arquivado.
A emissora também disse que o MPF busca a censura prévia do programa com a ação em questão.

Blogs da Folha