-

Produzido por Lígia Mesquita

Perfil completo

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Rede TV! vai cobrar do “Pânico” prejuízo por farsa das tchecas

Por Keila Jimenez
As falsas tchecas ao lado de Sabrina Sato

 

A briga entre Rede TV! e “Pânico” vai longe. A emissora estuda cobrar na Justiça os prejuízos causados  pelo programa por conta da farsa das “Tchecas do Pânico”.

Ao longo de dez semanas, em 2011, duas garotas bonitas, batizadas de Michaela e Dominika, estrelaram o reality show “As Tchecas do Brazil”, no “Pânico na TV!”. 

A atração, que diz ter descoberto as beldades da internet, deu bastante espaço para elas no programa. Tudo ia bem até que a Folha de S. Paulo revelou em uma reportagem que a aparição das duas não passava de uma grande ação de marketing, camuflada.

As tchecas não eram tchecas, e sim são garotas-propaganda de uma nova marca de cerveja, a Proibida, que seria lançada pela Companhia Brasileira de Cervejas Premium(CBBP). E a turma do “Pânico”, mestre em aplicar peças em celebridades, se envolveu na campanha de lançamento de uma marca concorrente de sua patrocinadora, a Skol, da Ambev. O “Pânico” disse ser vítima da farsa, assim como a emissora.

A confusão rendeu muitas reclamações da Ambev e, segundo o blog apurou, ressarcimento de verbas publicitárias. Um alto executivo do canal disse que a “farsa” gerou prejuízo à Rede TV!, e que o canal, por tratar o “Pânico” como o filho mais querido da casa, fez vista grossa ao caso e pagou tudo o que a Ambev exigiu.

Com a saída repentina da atração rumo à Band, a Rede TV! quer retomar a briga. Ameaçada de ser processada pela trupe por reprisar o programa, a emissora diz que vai reagir e exigir na Justiça tudo o que o programa lhe deve.

Blogs da Folha